10 visitas essenciais em Lisboa

1. Bonde 28. A rede de bonde elétrico funciona em Lisboa desde 1901 e seus veículos mais antigos (oito no total, chamado de “ligeiros”) quase não mudaram desde1936-1947. A maioria, cerca de 40, foram redesenhados para manter a aparência original. A frota é completada por mais 10 bondes modernos. No total, são cerca de 58 veículos, as quais se destacam o bonde 28E, turístico por fazer a viagem mais longa e passar por alguns dos locais mais emblemáticos da cidade. Minha sugestão para ter um primeiro contato com Lisboa é ir de Estrela (Basílica) até Graça e depois a pé até ao Miradouro de Graça.

2. Castelo de São Jorge. Lisboa é a cidade das sete colinas. Na mais alta delas está o Castelo de São Jorge, cujo vestigios antigos datam do S.VII a.C.

O castelo foi conquistado e ocupado por diferentes povos e reis ao longo de sua história e foi gravemente danificado após o terremoto de 1755 e permaneceu esquecido até 1910, quando foi nomeado monumento nacional. Desde então, ele passou por várias reformas e hoje é uma das principais atrações da cidade.

3. O Bairro Baixa. Depois do terremoto brutal de 1755, em que dezenas e milhares de pessoas morreram, muitas partes da cidade tiveram que ser levantadas do chão. O Marquês de Pombal foi o arquiteto da reconstrução completa do bairro Baixa. Suas ruas são perpendiculares respeito a um eixo central, a Rua Augusta. Esse retângulo tem uma forma harmoniosa é considerado o centro da cidade. Lá você irá encontrar lojas, restaurantes, etc. Não percam as duas praças: Rossio (Praça Dom Pedro IV) e a magnífica Praça do Comércio, com o seu elegante arco triunfal e o estuário do Tejo.

4. Elevador Santa Justa. Os numerosos desníveis que causam as colinas de Lisboa foram salvos em muitos pontos com a construção de elevadores. O mais famoso deles, construído em 1902, é o de Santa Justa. Com 45m de altura e seu belo estilo neo-gótico, este elevador liga os bairros Baixa e Chiado, apesar de hoje ser uma atração turística. O bilhete custa cerca de 5 €. No entanto, nós recomendamos fazer a subida a pé para dar uma olhada nas ruínas do Convento do Carmo e, acima de tudo, para subir as escadas em espiral que conduz ao topo da estrutura do elevador. As vistas são incríveis. E se quiser desfrutar da noite, você pode seguir a pé do pitoresco Bairro Alto, repleto de bares e restaurantes.

5. Chiado. O Chiado é um dos bairros tradicionais da cidade. Antigua área onde se encontravam os artistas, agora conhecido por sua famosa estátua de Fernando Pessoa, sentado no terraço do Café A Brasileira. Na Rua Garrett e a Rua do Carmo há lojas, cafés, restaurantes e etc.

6. Catedral de Lisboa (Sé). Construído em 1147, Santa Maria Maior de Lisboa (mais conhecida como Sé), é a catedral da cidade e o edifício religioso mais antigo. Múltipla vezes danificado por terremotos, foi totalmente restaurado durante o s.XX. A foto do bonde número 28 em frente da Catedral é uma das mais vistas em cartões postais e guias. A entrada é gratuita, embora há que pagar para visitar o claustro e o tesouro.

7. Alfama. Dizer Alfama é dizer “fado”. Este bairro é o mais antigo e tradicional, nele está o Museu do Fado e inúmeros restaurantes onde você pode ouvir a música ao vivo. Os preços do jantar + show ás vezes são caros. Você terá que detectar os lugares onde os portugueses costumam ir e que sejam menos “turísticos”. Se você optar por não assistir ao show, caminhe pelas ruas para sentir o ambiente.

8. Torre de Belém. Talvez a mais bela pérola da cidade. Esta torre antiga de vigia, com uma decoração exterior requintada, é testemunha da história de Lisboa desde 1520. Dentro você pode visitar 5 salas. Perto da torre, eu recomendo que você veja o Monumento dos Descobrimentos. Além de admirar as suas enormes esculturas em um conjunto de mais de 50m, você pode visitar a pequena exposição e ter acesso ao terraço para apreciar a vista do Tejo, a enorme ponte enorme 25 de Abril e do bairro de Belém.

9. Mosteiro dos Jerónimos. A outra jóia de Belém é o Mosteiro dos Jerónimos, que fica ao lado da Torre de Belém declarada Patrimônio Mundial em 1983. O conjunto do enorme mosteiro foi iniciado em 1501 por ordem de D. Manuel I, para comemorar o retorno de Vasco da Gama desde a Índia. Você pode visitar a espetacular igreja e o claustro. Ambos os espaços são de visita obrigatória por sua beleza e sua importância histórica. Para ampliar a visita no bairro de Belém, você pode visitar o Museu Nacional dos Coches e provar os Pastéis de Belém, no agradável café histórico e mítico de mesmo nome, que foi aberto em 1837.

 10. Parque das Nações. O Parque das Nações foi o local que abrigou a Expo ’98. Destaque para a Estação do Oriente (Calatrava) e a Torre Vasco da Gama. Com 145m de altura, esta torre é o edifício mais alto de Lisboa e hoje em dia faz parte do hotel de luxo  Myriad recentemente inaugurado. Desde a zona panorâmica, você pode ver toda a cidade, incluindo a Ponte Vasco da Gama, 17,2 km é a mais longa na Europa. As crianças podem desfrutar do Pavilhão do Conhecimento (um museu de ciências), o teleférico e o Oceanário gigantesco, o segundo maior do mundo.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *